Vale tem menor número de novos casos e mortes por Covid-19 das últimas 13 semanas

No encerramento da 41ª semana epidemiológica, no último sábado (10), o Vale do Paraíba registrou o menor número de novos casos confirmados de Covid-19 das últimas 13 semanas e de novas mortes em 15 semanas.

Trata-se do melhor indicador da região relacionado à pandemia do novo coronavírus até o momento, confirmando a desaceleração no ritmo de crescimento da doença em outubro. Ao menos por enquanto.

Na semana epidemiológica encerrada no sábado –o período sempre vai de domingo a sábado–, a região teve 1.795 novos casos e 35 novas mortes em decorrência da Covid-19.

Antes dessa marca, o número mais baixo de novos óbitos em sete dias havia sido alcançado em 27 de junho, quando a região registrou 32 novas mortes.

Desde então, o Vale chegou a 115 novos óbitos na 33ª semana epidemiológica e 110, na 34ª.

Os 35 óbitos da última semana representam uma queda de 17% ante as 42 mortes da semana anterior.

Desaceleração semelhante ocorreu com a quantidade de novos casos em sete dias.

Na 41ª semana epidemiológica, a região registrou 1.795 novos diagnósticos positivos para a Covid-19, o menor número das últimas 13 semanas. Em 11 de julho, na 28ª semana epidemiológica, o Vale anotou 1.609 novos casos da doença.

Desde então, a região chegou as 3.912 novos contaminados na 32ª semana epidemiológica, encerrada em 8 de agosto, e iniciou um processo de redução, tendência confirmada na última semana.

CASOS.

Até domingo (11), a RMVale alcançou 49.223 casos positivos para a Covid-19 desde o início da pandemia, com 1.311 mortes. Também há 5.608 casos e 18 mortes em investigação, além de 42,1 mil pessoas curadas.

Secretário executivo do Centro de Contingência da Covid-19 de São Paulo, o médico João Gabbardo lembrou que os indicadores em queda não significam a volta à normalidade.

“O cumprimento das recomendações permanece. Não serão admitidos comportamentos que gerem, provoquem e estimulem aglomerações e resultem em redução do distanciamento”, afirmou.

“Todos devem assumir a responsabilidade. Precisamos de um pouco mais de esforço na reta final de retomada da nova normalidade que enfrentaremos no estado, país e no mundo”, completou.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime