Vale tem 3ª semana com casos e mortes em menor ritmo de crescimento

O Vale do Paraíba acumula três semanas com novos casos confirmados e mortes por Covid-19 em menor ritmo de crescimento, indicando uma estabilização no avanço da doença, o chamado ‘platô’.

Nos sete dias encerrados na terça-feira (8), a região registrou 2.656 novos diagnósticos positivos e 70 novos óbitos em decorrência da doença, contra 3.219 novos casos e 78 novas mortes na semana anterior.

Os 2.656 novos casos desta última semana representam o menor número desde 11 de agosto, quando a região teve 4.040 infectados em uma semana, considerando o período encerrado na terça-feira.

O total de novas mortes (70) é a menor quantidade desde 18 de agosto, quando a região teve 117 óbitos em sete dias.

A tendência de queda no ritmo da doença, contudo, não significa que a Covid-19 está totalmente sob controle na região.

Segundo especialistas, a estabilização se dá com a manutenção do isolamento e distanciamento e com os cuidados de higiene que, se reduzirem, podem provocar aumento no contágio da pandemia.

“Passamos seis meses e não vamos perder tudo agora porque esquentou o tempo e as coisas melhoraram. Temos que manter o cuidado, não está na hora de festejar”, disse o secretário de Saúde de São José dos Campos, Danilo Stanzani.

Em entrevista a OVALE na última sexta-feira (4), ele externava preocupação com as aglomerações no feriado prolongado, que se confirmaram nas praias do Litoral Norte e na Serra da Mantiqueira.

“Tem que ter atenção e manter a guarda erguida para não perder todo esse esforço que fizemos em seis meses”, completou o médico.

REGIÕES.

Das cinco sub-regiões do Vale, a de Guaratinguetá lidera o aumento de casos em uma semana, com 10,4% de crescimento, acima dos 8% das sub-regiões de São José dos Campos e Taubaté, que aparecem em seguida.

Quanto ao aumento das mortes, quem lidera é a sub-região de Cruzeiro, com 19,4%, contra 12% da de Taubaté, a segunda colocada nesse quesito.

No geral, o Vale chegou a 37.498 casos confirmados até esta quarta-feira (9) e 1.094 mortes, com 22.767 pessoas curadas e 8.276 casos ainda em investigação.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime