Transporte coletivo do Rio adota medidas para prevenir coronavírus

Com o início da transmissão local do Covid-19 no Rio de Janeiro, anunciada na quarta-feira (11), e a entrada do plano de contingência, os meios de transporte coletivo da cidade e intermunicipais tomam providências para evitar o contágio em terminais e vagões onde há circulação de muitas pessoas.

Hoje (13), representantes das empresas de ônibus intermunicipais e interestaduais que operam no Terminal Rodoviário Novo Rio farão uma reunião com o governo do estado para definir as ações de prevenção. O terminal já disponibilizou álcool gel nas entradas, saídas, sanitários e praça de alimentação e está veiculando campanhas educativas nas TVs espalhadas pelo terminal.

O MetrôRio informa que segue as normas e recomendações do Ministério da Saúde e apoia ações de outros órgãos de saúde. “A concessionária vem monitorando a situação e está veiculando campanhas educativas a fim de orientar os passageiros e colaboradores” além de reforçar a limpeza nos trens e estações.

O VLT Carioca informa que vai liberar automaticamente a abertura das portas para que os usuários não precisem tocar no botão, como ocorre normalmente. A concessionária também intensificou as ações diárias de limpeza das composições, incluindo a desinfecção dos balaústres, fará a limpeza nos aparelhos de ar-condicionado com mais frequência e distribui frascos de álcool gel para os fiscais.

Já a SuperVia, que opera o sistema metropolitano de trens, instaurou ontem um comitê interno para planejar e implementar as ações para mitigar os riscos de contaminação. A concessionária está elaborando material informativo e terá equipes especiais para fazer a desinfecção interna dos trens.

No sistema de barcas, a concessionária CCR disponibilizou dispensers com álcool gel 70% nas estações e iniciou campanha educativa sobre a prevenção contra a propagação do Covid-19. O Departamento Médico da empresa está treinando os funcionários.

Ontem (12), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que a situação no país ainda não é de epidemia, com 77 casos confirmados. A recomendação é redobrar os cuidados de higiene, manter a etiqueta respiratória e evitar aglomerações e ambientes não ventilados.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime