Taxa de isolamento de Taubaté cai para 46%, menor índice desde 19 de março; na ocasião, cidade tinha apenas um caso de Covid-19

Taubaté registrou taxa de isolamento de 46% nesta quarta-feira (6), segundo dados divulgados pelo governo estadual.

É o menor índice da cidade desde 19 de março, quando Taubaté tinha apenas um caso confirmado de Covid-19. Agora, são 43 casos e quatro mortes confirmadas.

Também é o menor índice entre as 11 cidades do Vale monitoradas pelo governo estadual, o que colocou Taubaté no grupo das 36 cidades paulistas com as taxas de isolamento mais baixas do estado.

Ao todo, o Simi (Sistema de Monitoramento Inteligente) monitora, diariamente, 104 cidades com mais de 70 mil habitantes.

São José dos Campos manteve a taxa de isolamento de 48% registrada desde a última segunda-feira. Na semana passada, foram dois dias em 48% e dois em 47%.

Nos últimos 20 dias, São José e Taubaté registraram taxa de isolamento social abaixo do mínimo em metade do período, que começa em 16 de abril e conta com três finais de semana, dois feriados e um ‘dia ponte’.

Foram apenas nestes nove dias sem trabalho que as cidades conseguiram permanecer na média entre 50% e 60% de taxa de isolamento. A exceção foi 16 de abril (quinta), quando anotaram 50%.

Os índices são considerados insuficientes pelo governo estadual para conter a disseminação da Covid-19 e garantir que o sistema de saúde suporte a quantidade de pacientes graves.

O Estado aumentou a taxa mínima de isolamento de 50% para 55% em razão da velocidade de expansão da epidemia, principalmente pelo interior de São Paulo, que aumenta quatro vezes acima da taxa da Região Metropolitana de São Paulo, epicentro da doença no país.

“Estamos num momento de atenção em todo o interior. Há o impacto de aceleração no interior ao mesmo tempo em que as taxas caíram ao longo dos últimos 15 dias. Com isso, até o final de maio, todos os municípios do estado terão contato com vírus”, disse Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional.

No total, 371 dos 645 municípios de São Paulo já possuem registros de circulação do vírus. Com o isolamento social em queda, segundo o governo, a tendência estatística é de crescimento.

Jacareí manteve a taxa de 50% registrada desde a segunda, já tendo caído para 49% na semana passada. Guaratinguetá registrou 50% depois de começar a semana com 51%.

“Não é possível trabalhar nesse nível. Teremos enormes dificuldades, em menos de um mês, se não subirmos essa taxa”, disse o médico infectologista David Uip, coordenador do Comitê de Contingência do Coronavírus de São Paulo.

Na outra ponta, sete cidades do Vale estão entre as 20 com as maiores taxas de isolamento social do estado.

São Sebastião (62%), Ubatuba (60%), Lorena (59%) e Cruzeiro (57%) lideram o ranking. Caraguatatuba está em 5º (55%), Caçapava em 10º (53%) e Pindamonhangaba em 17º (52%).

Deixe comentário

× Fale com a Showtime