Sindicatos fazem manifestações pela desoneração em SP e Brasília

Centrais sindicais farão manifestação nesta terça-feira (3), em São Paulo e em Brasília, pela derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro contra a desoneração da folha de pagamentos de 17 setores da economia. A votação do veto está prevista para esta quarta-feira (4), no Congresso Nacional.

Em São Paulo, a concentração será a partir das 11h, na avenida Paulista esquina com a Rua Augusta, onde fica o prédio do escritório da Presidência da República. Segundo a UGT (União Geral dos Trabalhadores), o ato deve reunir 150 pessoas, mas respeitando o distanciamento social.

À tarde, a concentração será a partir das 13h30 na frente do Ministério da Economia, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Os manifestantes devem sair às 15h30 em direção à Praça dos Três Poderes.

Além da desoneração, as centrais defendem a manutenção do auxílio emergencial de R$ 600. O governo federal e o Congresso Nacional discutem a extensão da desoneração da folha até o final de 2021. A medida, vetada pelo presidente Jair Bolsonaro, é defendida pela maioria dos parlamentares.

Os 17 setores da economia estão entre os que mais empregam no país. Se a desoneração não for estendida, acreditam os empresários, será mais difícil e lenta a recuperação da economia nacional abalada com a pandemia do novo coronavírus, e 1,5 milhão de emprego ficarão em risco.

A pedido do ministro da Economia, Paulo Guedes, Bolsonaro vetou a manutenção das desonerações da folha de pagamento aprovadas pelo Congresso, por não haver previsão orçamentária para sua manutenção.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime