São Paulo interdita mais de 360 estabelecimentos na quarentena

Até esta quarta-feira (13), 368 estabelecimentos não essenciais foram interditados por funcionarem de maneira irregular, descumprindo as medidas de isolamento social contra a disseminação do novo coronavírus, de acordo com dados da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal das Subprefeituras.

A região da Sé, no centro de São Paulo, lidera o número de sanções, com 135 estabelecimentos interditados desde o início da quarentena. Em seguida, a região de Aricanduva, na zona leste, com 34. Na sequência estão Freguesia do Ó e Mooca (27), Santo Amaro (23),Guaianases (16), Lapa (15), Sapopemba e Vila Prudente (13), Cidade Ademar e Itaquera (10), São Miguel Paulista (8), Perus (7), Pirituba e Jaraguá (6), M’Boi Mirim (5), Casa Verde, Ermelino Matarazzo, Ipiranga, Itaim Paulista, São Matheus, Santana, Tucuruvi e Jaçanã (2), Penha (3), Parelheiros e Campo Limpo (1).

Os estabelecimentos autuados, que não tiverem suas licenças cassadas, permanecerão interditados até o fim do decreto da Prefeitura que visa aumentar o isolamento social como medida de segurança contra a contaminação do covid-19.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime