Premiê iraquiano denuncia entrada de tropas dos EUA e voo de drones

O primeiro-ministro do Iraque, Adil Abdul-Mahdi, denunciou durante uma conversa por telefone com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, a entrada de tropas americanas no território iraquiano e o voo de drones sem a permissão de Bagdá.

“Há forças dos Estados Unidos entrando no Iraque e drones voando sem permissão do governo iraquiano, o que contraria os acordos assinados”, disse o escritório de Abdul-Mahdi em comunicado.

O premiê pediu para que Washington envie representantes para estabelecer um mecanismo de aplicação “da decisão do Parlamento sobre a retirada das tropas do Iraque”, já que o país árabe está interessado em manter boas relações com os “amigos” da comunidade internacional.

O Legislativo iraquiano aprovou uma moção em 5 de janeiro pedindo ao governo que ponha fim à presença de quaisquer forças estrangeiras no Iraque e anule o pedido de ajuda da coalizão internacional liderada pelos EUA para combater o grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Abdul-Mahdi ressaltou que a prioridade agora é lutar contra o EI, reconstruir o Iraque, alcançar o crescimento econômico e manter a “soberania, independência e unidade nacional”, motivo pelo qual rejeitou “todas” as operações que as violam, incluindo o ataque iraniano de dois dias atrás contra duas bases, de acordo com a nota.

Na conversa, durante a qual foram discutidos os últimos acontecimentos na região e o desejo das partes de evitar uma “guerra aberta”, Pompeo prometeu ao primeiro-ministro dar seguimento à questão da entrada de tropas e do voo de aviões não tripulados, e reiterou o “respeito” a soberania iraquiana.

 

Da EFE

Deixe comentário

× Fale com a Showtime