Preço de imóveis comerciais fecha maio com novo recuo

O preço médio de venda de salas e conjuntos comerciais de até 200 metros quadrados apresentou queda de 0,14% em maio de 2021, segundo dados divulgados nesta terça-feira (22), pelo Índice FipeZap, que monitora o preço dos anúncios em 10 grandes cidades do país. Em abril, o preço de venda já havia fechado em queda de 0,12%.

Já o preço médio de locação teve um avanço pequeno em maio, de 0,07%, segundo o Fipezap.

As variações nos preços de venda e aluguel são menores que a inflação para o período. O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), registrou variação positiva de 0,83% em maio, enquanto o IGP-M, da FGV (Fundação Getúlio Vargas), foi de 4,10%.

No caso específico do preço médio de venda, os recuos foram registrados em: Florianópolis (-0,98%), Belo Horizonte (-0,65%), Curitiba (-0,57%), Porto Alegre (-0,27%), São Paulo (-0,06%) e Rio de Janeiro (-0,04%).

Já no tocante ao preço médio de locação comercial, as variações positivas foram registradas no Rio de Janeiro (+0,70%), Campinas (+0,63%), Porto Alegre (+0,20%), Curitiba (+0,07%) e São Paulo (+0,01).

O preço médio de venda comercial acumula uma queda de 1,16% nos últimos 12 meses, enquanto o preço médio de locação apresenta um recuo de 0,49% no mesmo recorte temporal.

Metro quadrado
Em maio de 2021, o valor médio do metro quadrado de imóveis comerciais anunciados nas cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial foi de R$ 8.402, no caso de imóveis comerciais anunciados para venda, e de R$ 37,30, entre aqueles destinados para locação.

Entre todas as dez cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial, a cidade de São Paulo se destacou com o maior valor médio tanto para venda de salas e conjuntos comerciais de
até 200 metros quadrados (R$ 9.615/metro quadrado), quanto para locação de imóveis do mesmo segmento (R$ 44,29/metro quadrado).

Deixe comentário

× Fale com a Showtime