Polícia de SP faz operação contra corrupção em presídios do RJ

A Polícia Civil de São Paulo cumpre, nesta quarta-feira (14), mandados de busca e apreensão em apoio ao Ministério Público do Rio de Janeiro em uma investigação que apura fraudes em contratos de alimentação em presídios do estado fluminense.

Em São Paulo, serão cumpridos sete mandados, sendo um em uma empresa no município de Santo André e outros seis em residências, em São Paulo e Santana de Parnaíba.

Os cumprimentos e as apreensões serão realizados pelas unidades da Divisão de Capturas e o procedimento será encaminhado ao Gaeco.

A ação nomeada como Operação Hiperfagia apura crimes de formação de cartel, peculato e corrupção em contratos de licitação para alimentação nos presídios do Rio de Janeiro.

A operação tem apoio de agentes do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE) em São Paulo e é conduzida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

Um dos alvos investigados é o então subsecretário adjunto de Infraestrura da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) do Rio de Janeiro, exonerado na última semana.

O nome dado à operação, hiperfagia, é em função de um descontrole alimentar caracterizado pela ingestão excessiva de alimentos, acarretando, possivelmente, a obesidade.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo afirmou que policiais do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE) participam, na manhã desta quarta-feira (14), da Operação “Hiperfagia”, desencadeada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro para apurar crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (MP-SP) e os policiais civis estão nas ruas para cumprir os mandados de busca e apreensão.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime