PF cumpre 25 mandados de busca em 74ª fase da Lava Jato

A PF (Polícia Federal) deflagrou nesta quinta-feira (10) a 74ª fase da operação Lava Jato, batizada de Disfarces de Mamon. O objetivo da ação é aprofundar as investigações de um esquema de operações de câmbio comercial superfaturadas contratadas pela Petrobras com o Banco Paulista SA.

A instituição financeira teria intermediado operações que equivalem a R$ 7,7 bilhões de 2008 a 2011.

O MPF (Ministério Público Federal) afirma que três executivos do Banco Paulista são alvos de busca em São Paulo e outras cinco pessoas ligadas às empresas utilizadas no esquema no Rio de Janeiro.

Além de três funcionários que trabalharam à época na gerência de câmbio da Petrobras, também são alvos das medidas cautelares quatro de seus familiares, sob os quais recaem suspeitas de participação na dissimulação e na ocultação das variações patrimoniais a descoberto, por meio de empréstimos e doações ideologicamente falsos.

As autoridades cumprem 25 mandados de busca e apreensão, sendo seis em São Paulo (SP), três em Teresópolis (RJ) e 16 no Rio de Janeiro (RJ).

A Justiça determinou o bloqueio de até R$ 97.965.000 em contas dos investigados no Brasil e no exterior.

Segundo as investigações, “o esquema consistiria em sobretaxar as operações acima dos valores de mercado para inflar o spread (lucro) do banco, mediante possível pagamento de propina para operadores da empresa pública a ser dividida com empregados da instituição financeira, paga em troca do direcionamento dos negócios cambiais para o referido banco. Estima-se que o prejuízo para os cofres públicos pode chegar a mais de 18 milhões de dólares”.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime