Otimismo do comércio recua ao menor patamar desde abril de 2021

O Icom (Índice de Confiança do Comércio) cedeu 0,4 ponto em janeiro, ao passar de 85,3 para 84,9 pontos, o menor nível desde os 84,1 pontos apurados em abril de 2021, apontam dados divulgados nesta sexta-feira (28) pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Na comparação trimestral, o indicador recuou 3,1 pontos no período compreendido entre novembro e janeiro. Trata-se da quinta queda consecutiva na base de comparação.

Rodolpho Tobler, economista do Ibre (Instituto Brasileiro de Economia), avalia que o resultado negativo foi influenciado pela percepção de queda no volume de vendas no momento. Segundo ele, as perspectivas para os próximos meses estão melhores, mas ainda é cedo para comemorar, considerando o patamar abaixo do nível neutro do índice (100 pontos).

“A inflação elevada, renda média do trabalhador em baixa, confiança dos consumidores em queda e juros em alta parecem ser fatores que pressionaram a confiança do comércio nesse nível mais baixo”, avalia Tobler.

Na abertura de 2021, houve queda em três dos seis principais segmentos do setor. O recuo no mês foi resultado da piora da percepção sobre o momento presente.

Enquanto o ISA-COM (Índice de Situação Atual) caiu 3,5 pontos, chegando a 80,5 pontos, o menor valor desde março de 2021 (75,9 pontos), o IE-COM (Índice de Expectativas) avançou 2,7 pontos, ao passar de 87,3 pontos para 90 pontos.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime