Novo teste de Bolsonaro para coronavírus tem resultado positivo

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) continua infectado pelo coronavírus e permanecerá em isolamento no Palácio da Alvorada, residência oficial do chefe do Executivo. O resultado do teste foi confirmado na manhã de hoje.

Recluso há praticamente 14 dias, o mandatário alimentava expectativa de estar curado e retornar às funções sem restrições médicas ainda nesta semana.

“O presidente Jair Bolsonaro segue em boa evolução de saúde, sendo acompanhado pela equipe médica da Presidência da República. O teste realizado pelo presidente no dia de ontem, 21, apresentou resultado positivo”, informa nota emitida pela Secretaria de Comunicação do governo.

Este é o terceiro teste de covid-19 feito pelo presidente que dá positivo. O primeiro resultado foi revelado em 7 de julho, quando ele descobriu a doença. Posteriormente, em 15 de julho, Bolsonaro se submeteu a novo exame, e o laudo mostrou que ele ainda não estava curado.

O fato de o presidente continuar contaminado pode ajudar a enfraquecer o seu discurso em favor da cloroquina/hidroxicloroquina.

Durante o isolamento no Palácio da Alvorada, Bolsonaro publicou vídeos nos quais ingere comprimidos do medicamento e defende o uso da substância no combate à covid-19. A postura é criticada porque não há eficácia comprovada cientificamente das duas substâncias contra o coronavírus.

Desde que foi obrigado a se afastar do Planalto, o chefe do Executivo tem cumprido agendas por videoconferência. Ele também criou o hábito de passear pelo jardim do Alvorada às tardes e eventualmente sair para pegar sol. Além disso, à distância, conversou com apoiadores ontem (21).

No último fim de semana, Bolsonaro furou o isolamento para interagir com as pessoas que se aglomeravam na portaria do Palácio da Alvorada.

Na ocasião, o presidente ergueu uma caixa do medicamento e a exibiu para o grupo, como se fosse uma espécie de troféu.

“A história vai dizer quem estava certo no futuro e a quem cabe qualquer responsabilidade por parte das mortes”, disse Bolsonaro. A cena foi aplaudida pelos seguidores do mandatário, que reagiram com gritos de “cloroquina! cloroquina!”. Tudo foi transmitido ao vivo pelas redes sociais do governante.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime