Novas mortes por Covid caem 27% em setembro comparado a agosto

Em onze dias de setembro, o Vale do Paraíba registrou 109 mortes por Covid-19, número 27% menor do que no mesmo intervalo de agosto, quando a região teve 150 óbitos em decorrência da doença.

A diferença cai para 7% na comparação com os últimos 11 dias de agosto, quando 117 pessoas morreram vítimas da doença na região.

Os números revelam tendência de queda em novas mortes por Covid-19 no Vale, padrão que tem se mantido nas duas primeiras semanas de setembro.

Na semana encerrada na sexta-feira (11), a região alcançou 65 novas mortes em decorrência da epidemia, 13% a menos do que na semana anterior, quando anotou 75.

A diferença é ainda mais expressiva na comparação com as três últimas semanas de agosto, quando a região registrou 295 novas mortes, média de 98 óbitos em sete dias.

No total, o Vale perdeu 1.109 pessoas para a Covid-19, média de 6,7 mortes por dia.

Quanto ao número de casos confirmados, a região registra 38.574 até sexta-feira (11), com 2.672 novos diagnósticos positivos nos últimos sete dias, 9% a menos do que no intervalo anterior, com 2.934 casos.

“Entramos em desaceleração. Agora é ver se conseguimos manter isso. Para tanto, é importante que as pessoas entendam que ‘ainda não acabou’ e sigam se cuidando”, afirmou o estatístico Paulo Barja, professor da FEAU (Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo) da Univap (Universidade do Vale do Paraíba).

FASE AMARELA.

A estabilização dos indicadores da Covid-19 no Covid-19 fez com que a região fosse mantida na fase amarela do Plano São Paulo, a de flexibilização, que permite o funcionamento de bares, restaurantes e similares, além de salões de beleza e academias, todos com atendimento presencial.

A região havia avançado da fase laranja para a amarela em 8 de agosto.

Contudo, como a reclassificação do plano passará a ser mensal, e não mais quinzenal, o Vale só poderá migrar para a fase verde do plano a partir de 9 de outubro, caso mantenha os indicadores em queda.

“O monitoramento por períodos mais longos vai nos dar a segurança necessária para progredirmos nas regiões até a fase verde. Se houver piora significativa, manteremos a regra de rebaixamento imediato para a fase vermelha em qualquer região do estado”, disse o governador João Doria (PSDB).

Segundo ele, não haverá recuo para a fase laranja a partir de agora, mas direto para a vermelha, o que “aumenta a responsabilidade de prefeitos e da população”.

 

Deixe comentário

× Fale com a Showtime