Moro aceita abrir mão da candidatura à Presidência para formar unidade na 3ª via

O ex-juiz Sergio Moro decide nesta quinta-feira (31) se permanece no Podemos, confirmando a candidatura à Presidência da República nas eleições deste ano, ou se migra para o União Brasil e, em uma costura política surpreendente, fecha aliança para ser vice de Eduardo Leite. Neste cenário, seria uma chapa liderada por Leite e que envolveria o União Brasil, o PSDB e o MDB. A principal alternativa agora é que Moro seja candidato a vice-presidente.

O ex-ministro da Justiça está reunido com a equipe de campanha nesta manhã para avaliar o cenário e bater o martelo. A decisão precisa ser tomada quanto antes, afinal o prazo para a janela partidária, quando é possível fazer mudanças de partido, acaba nesta sexta (1º).

Novos direcionamentos no rumo da campanha de Moro foram necessários após o movimento no PSDB. O governador de São Paulo, João Doria, vai anunciar a desistência da candidatura. A decisão fortalece o nome de Eduardo Leite, que cumpre o último dia de mandato à frente do Governo do Rio Grande do Sul nesta quinta.

Moro e a equipe avaliam que Leite pode ser o nome que unificaria a chamada terceira via. Se nenhuma dessas opções se viabilizar, Moro poderá acabar disputando vaga ao Senado.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime