Metroviários de SP decidem suspender greve desta quarta (12)

Após assembleia on-line, realizada na noite desta terça-feira (11), os metroviários de São Paulo decidiram suspender a greve da categoria, marcada para a quarta-feira (12), em razão de reivindicações salariais e outras questões trabalhistas.

Na reunião, os trabalhadores aprovaram a proposta feita pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho), em reunião de conciliação ocorrida durante a tarde.

Agora, um novo encontro com representantes da Companhia do Metropolitano deverá ser realizada na próxima segunda-feira (17) — com supervisão do TRT e acompanhamento do Ministério Público do Trabalho.

No dia seguinte (18), os metroviários pretendem realizar uma nova assembleia com greve marcada para o dia seguinte.

Reivinvidações
Segundo o Sindicato dos Metroviários, os funcionários estão há dois anos sem reajustes nos vencimentos e também não receberam os pagamentos do PR (Participação dos Resultados) relativos aos anos de 2019 e 2020, além de outros direitos.

A categoria classifica como intransigente a postura do governador João Doria (PSDB) e da direção da Companhia do Metropolitano em relação às reivindicações do setor.

Manifestação
Também na terça, véspera da paralisação, um grupo de metroviários promoveu uma manifestação com faixas e mensagens de protesto em frente à CCO (Companhia do Metropolitano de São Paulo), na rua Vergueiro, na Vila Mariana, zona sul da capital paulista.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime