Maia e Alcolumbre viajaram 102 vezes em aviões da FAB entre janeiro e agosto

De acordo com reportagem do Jornal da Band, os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, respectivamente, viajaram 102 vezes em jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) entre janeiro e agosto deste ano.

Maia teria feito 76 viagens, sendo 34 delas indo ou voltando do Rio de Janeiro, na maioria das vezes às sextas, sábados, domingos e segundas. Em 11 voos, ele justificou as viagens como “segurança” ou “residência”, e em outras 23 vezes, como “serviço”.

Já o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, fez 26 viagens, sendo 25 delas indo ou voltando de seu estado, o Amapá, também justificando como “segurança” ou “serviço”.

De acordo com a reportagem, uma viagem como as feitas por Maia, de Brasília ao Rio de Janeiro, na aviação comercial custaria, em média, R$ 600 em voo direto. Em um jatinho como o modelo utilizado pela FAB, o preço saltaria para R$ 16 mil.

Em viagens de Brasília ao Macapá, como as de Davi Alcolumbre, um voo comercial custaria, em média, R$ 1,8 mil. Em um avião como os da FAB, custaria cerca de R$ 32,2 mil.

Outro lado

Em nota, a assessoria de Rodrigo Maia respondeu que a lei autoriza o uso dos aviões, além de justificar que, apesar da pandemia, o Congresso seguiu trabalhando. Já a assessoria de imprensa do Senado disse que o presidente da casa, Davi Alcolumbre, voou apenas 16 vezes durante este período, e não 25, conforme aponta a reportagem, e que algumas dessas viagens teriam sido para participar de ações de combate à Covid-19 no Amapá.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime