Home office e horário flexível viram trunfos para atrair profissionais

Na hora de escolher um novo emprego, é claro que o salário importa. Mas, no planejamento da carreira dos sonhos, profissionais olham além dos números.

Ao lado da remuneração, na lista de desejos aparecem benefícios como trabalho flexível e possibilidade de home office, ambiente saudável, propósito da empresa, compromisso socioambiental e com a diversidade, além de valorização da equipe e possibilidade clara de desenvolvimento.

Uma pesquisa feita pela Revelo, startup de recrutamento, perguntou a 378 profissionais o que faz uma empresa ser considerada ‘dos sonhos’. Cada um podia escolher até duas opções.

Entre as respostas, estão:

– 69% apontaram o horário flexível e o home office;
– 36% disseram olhar para salário acima da média do mercado;
– 36% o compromisso com diversidade, sustentabilidade e outros propósitos;
– 18%, a participação nos lucros; e
– 15%, os bônus por performance.

Apesar de a crise na economia e no mercado de trabalho, as empresas buscam oferecer benefícios extras para os funcionários porque se deram conta que aumentou a disputa por talentos que possam fazer a diferença em um mercado cada vez mais competitivo.

Além disso, os profissionais mais jovens – e os de maior potencial – têm um comportamento diferente das gerações anteriores.

Estão mais preocupados com a qualidade de vida e em encontrar um propósito para seu trabalho.

Eles não vestem a camisa da empresa apenas pelo salário, mas por se identificar com os valores da companhia.

Na pandemia, essa mudança de comportamento ficou mais evidente, como mostra a pesquisa da Revelo.

No levantamento, o home office e o trabalho flexível aparecem como prioridade para todos os grupos de idade, com maiores índices entre quem tem de 18 a 23 anos (41%) e de 35 a 40 anos (37%).

Já o salário foi citado como item importante principalmente nas faixas de 24 a 29 anos e de 35 a 40 anos, mas com índice de 20%, em ambos os casos.

O compromisso com diversidade, sustentabilidade e outros propósitos da marca são mais importantes para os mais jovens, entre 18 e 29 anos.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime