Frota leva à Polícia Federal dados que ligam Eduardo Bolsonaro a esquema de fake news

O deputado Alexandre Frota (PSDB-SP) mostrou dados da CPMI das Fake News para a Polícia Federal. Os dados mostrados por Frota ligariam Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) pessoalmente ao esquema de ataques virtuais contra opositores da família.

Frota prestou depoimento à PF na semana passada, no dia 29 de setembro. Para o testemunho, o deputado levou vários números de IPs de computadores de Brasília e do Rio de Janeiro, que teriam sido identificados como participantes de ações de propagação de fake news na internet.

Segundo Alexandre Frota, os números de IPs estão ligados diretamente a um e-mail oficial de Eduardo. O filho do presidente Jair Bolsonaro foi procurado pelo Painel, da Folha de S. Paulo, mas não respondeu aos questionamentos até a publicação da matéria.

Alguns dos IPs levados até a Polícia Federal foram identificados em computadores localizados em um imóvel no Rio de Janeiro, na avenida Pasteur, no apartamento declarado por Eduardo Bolsonaro à Justiça Eleitoral. Outro IP, agora em Brasília, foi ligado à uma casa no Jardim Botânico, local onde o deputado reside.

De acordo com Alexandre Frota, o e-mail utilizado nos IPs é o [email protected], o mesmo declarado por Eduardo no registro de sua candidatura em 2018.

A Polícia Federal colheu o depoimento de Frota no inquérito que apura atos antidemocráticos. A investigação está sob os cuidados de Alexandre de Moraes.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime