Fila de espera por leitos cresce no RJ

Com o crescimento do número de infectados pelo novo coronavírus, a ocupação de leitos de UTI tanto na rede pública quanto na rede particular na cidade do Rio já ultrapassa os 90%. Nos hospitais da rede pública, na capital, que incluem leitos das unidades municipal, estadual e federal, a ocupação é de 91% dos leitos de UTI e de 81% dos leitos de enfermaria. Já na rede particular, 98% dos leitos de UTI já estão ocupados, segundo a Associação dos Hospitais Particulares do Estado do Rio.

De acordo com o boletim Observatório da Covid-19, divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz, a situação na capital é preocupante. A taxa de letalidade da doença está em 10%, o que significa que a cada 10 pessoas infectadas, uma pode morrer. Segundo especialistas, o número evidencia que o sistema de saúde na cidade do Rio funciona de forma inadequada, com testagem insuficiente, falhas no diagnóstico precoce e dificuldades de internação. A taxa de letalidade do município é superior à do estado, que está em 6,34% e também acima da taxa do país, que é de 2,7%. Segundo a última atualização divulgada pela Prefeitura do Rio, 315 pessoas com suspeita ou confirmação da doença aguardam por um leito na capital, sendo que 168 delas necessitam de leitos de UTI.

Para tentar conter o avanço da doença, o governo do Rio anunciou que a partir dessa quinta-feira vai começar o programa de ampliação de testagem para a Covid-19. Inicialmente serão abertos três centros, com capacidade para 1,5 mil testes por dia: um no Hospital Estadual Alberto Torres e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Colubandê, em São Gonçalo; e no Hospital Regional do Médio Paraíba Dra. Zilda Arns Neumann, em Volta Redonda. A ideia é estender para mais unidades a partir da semana que vem.

Os testes RT-PCR serão agendados pelo aplicativo Dados do Bem. Além disso, o governo está ampliando o número de leitos de UTI: mais 150 leitos nos próximos 15 dias, além dos 112 que já foram abertos. Em apenas um dia (30 de novembro), o estado do Rio registrou mais de 3 mil novos casos (3.628) da Covid- 19 no estado do Rio. O número de infectados já chega a 357.982 e o número de mortos a 22.683. Na capital, que concentra o maior número de casos da doença, a maioria das pessoas infectadas está na faixa etária entre 30 e 39 anos.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime