Estados brasileiros passam a obrigar uso de máscaras em locais públicos

Como forma de impedir o crescimento de casos do novo coronavírus, governadores de estados brasileiros têm incentivado — e até obrigado — o uso de máscaras cirúrgicas pela população.

O estado de Mato Grosso, a cidade de Londrina, no Paraná, e Florianópolis, capital de Santa Catarina, determinaram que as pessoas utilizem o equipamento de proteção nas ruas.

Mato Grosso foi o primeiro a publicar no diário oficial do estado, em 3 de abril, e determinou que a partir desta segunda-feira, 13, todos os estabelecimentos comerciais forneçam máscaras de proteção aos funcionários e estimulem a utilização pelos clientes.

Apesar de falar em obrigatoriedade, o governo do estado diz que intensificará campanhas educativas nesta semana antes de fazer fiscalizações com possíveis punições.

No decreto, o governo cita estudos que demonstram a eficiência de máscaras na contenção de grande parte das gotículas emitidas pelas pessoas, que é o veículo para propagação do novo coronavírus, causador da covid-19.

Na cidade de Londrina, a obrigatoriedade vale a partir desta quarta-feira, 15, sempre que um morador precisar sair de casa. Em nota divulgada em seu site, a prefeitura afirma que o objetivo é garantir a pouca circulação do novo coronavírus na cidade e uma futura abertura gradual do comércio.

Já Florianópolis vai determinar que empresas e estabelecimentos que prestam quaisquer atendimento ao público ofereçam máscaras aos seus funcionários. Nas redes sociais oficiais da prefeitura, já há campanhas para a utilização da proteção.

Até esta segunda-feira, o Brasil registrava cerca de 23.400 mil casos da covid-19 e mais de 1.300 óbitos. Em São Paulo, estado com o maior número de infectados, o governador João Doria chegou a cogitar a utilização da Polícia Militar para manter o comércio fechado, mas disse que nesta segunda-feira que a fiscalização será feita pela vigilância sanitária.

Buenos Aires
Outro local que está indo além de meras recomendações é a capital argentina Buenos Aires. Por lá, a determinação para estimular o uso de máscaras também começa a valer a partir desta quarta.

Em suas redes sociais, a prefeitura local já começou a fazer campanhas para que as pessoas cubram o nariz e a boca.

“A partir desta quarta-feira, 15 de abril, às 0h, será obrigatório o uso de máscara no transporte público e locais de serviço público para evitar mais contágios e continuar com o cuidado entre todos. Siga estas etapas para fazer sua própria máscara facial”, diz uma peças da campanha.

A Argentina tem até esta manhã 2.277 casos confirmados da doença e 98 óbitos, segundo ferramenta da Universidade americana Johns Hopkins.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime