Estado inicia ofensiva para combater ‘rebelião’ de prefeitos da RMVale

O governo do Estado inicia nesta segunda-feira uma ofensiva contra a ‘rebelião’ de prefeitos da RMVale, visando conscientização para manutenção dos municípios na fase vermelha do Plano São Paulo.

A estratégia da administração João Doria (PSDB) é ampliar o diálogo com os governantes principalmente após a decisão do TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo da última sexta-feira, que permitiu que São José dos Campos permanecesse na fase laranja. Após a ação, prefeitos de cidades como Taubaté e Cruzeiro já sinalizaram a mesma tentativa, e, durante o fim de semana, Aparecida também conseguiu liminar para manter a flexibilização anterior.

A Procuradoria-Geral do Estado irá recorrer judicialmente nos casos, mas o governo também quer conscientizar os prefeitos. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, nesta segunda acontece uma reunião virtual com prefeitos do Vale do Paraíba, em que o secretário de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, irá reforçar a necessidade da implantação da fase vermelha em todo o estado.

“O fundamental é [entender] que o momento da pandemia é outro. A aceleração que vimos em regiões como Araraquara, Bauru, é muito rápida e contundente. É importante que tenhamos a aplicação dessas medidas apresentadas. Vamos explicar o impacto na rede de saúde, e o que pode gerar nas cidades”, afirmou Vinholi, em entrevista exclusiva à OVALE. “Seria inimaginável pensar em uma estratégia de saúde que não compreendesse ter o conceito de que a nova cepa está no estado inteiro nesse momento. É fundamental em todo estado. Estamos aumentando o número de leitos de UTI, trabalhando em conjunto com as prefeituras, mas a aceleração do contágio tem se dado de forma vertiginosa”, destacou.

O Estado vê o risco de colapso na saúde pública da região, caso sejam criadas ‘ilhas’ de flexibilização por decisões judiciais a pedidos de governos municipais. É um risco de saúde eminente. Com aceleração dessa nova cepa, se as medidas não forem implementadas, nós teremos um risco na saúde publica da população do Vale do Paraíba. Vamos buscar essa implementação, dialogar, e evidentemente nas vias judiciais quando preciso, como no caso de São José dos Campos”, disse Vinholi.

“Que as pessoas das cidades possam compreender a gravidade do momento, mesmo que seu governante tenha opinião divergente. Precisamos que a sociedade compreenda o momento que passamos e a gravidade dessas duas próximas semanas. Serão as piores semanas da pandemia e precisamos trabalhar para resguardar vidas”, completou o secretário

Deixe comentário

× Fale com a Showtime