Embraer registra prejuízo líquido de R$ 649 milhões no terceiro semestre; no ano, chega a R$ 3,6 bilhões

A Embraer divulgou nesta terça-feira o balanço do terceiro trimestre de 2020 com prejuízo líquido de R$ 649 milhões nos meses de julho, agosto e setembro, mais do que o dobro do mesmo período do ano passado, quando chegou a R$ 314 milhões.

A queda nas entregas de aeronaves especialmente da Aviação Comercial foi o que mais impactou as finanças da companhia. Além disso, os resultados e despesas apresentados na comparação entre os terceiros trimestres de 2020 e 2019 foram impactados pela apreciação média de 36% do Dólar em relação ao Real.

Neste terceiro trimestre, a empresa registrou receita de R$ 4,0 bilhões decorrentes das entregas de 7 jatos comerciais e 21 executivos, além das atividades das áreas de Defesa & Segurança e Suporte & Serviços. Esse valor financeiro é 13% menor quando comparado com o mesmo período do ano passado. Já o volume total de entregas de aeronaves caiu 36% na comparação dos trimestres, saindo de 44 para 28 jatos.

A atual carteira de pedidos da Embraer permanece praticamente estável em 15,1 bilhões de dólares, em razão do baixo nível de entregas no ano, a não concretização de novas vendas e a ausência de pedidos de cancelamentos de aeronaves. A maior parte dos clientes solicitaram a postergação do recebimento de aeronaves previamente contratadas para os próximos anos em razão da crise no setor aéreo provocada pela Covid-19.

NO ANO.

No ano, a Embraer entregou 59 aeronaves, contra 117 no mesmo período de 2019, uma queda de 49,5%. Já a receita está em R$ 9,8 bilhões que é 25,6% menor do que os R$ 13,2 acumulados nos nove meses do ano passado. A redução mais significativa está nas entregas dos aviões comerciais fabricados em São José dos Campos, que este ano totaliza 16 aeronaves contra 54 do ano passado. Ou seja, uma queda de 70%.

O prejuízo acumulado em 2020 é de R$ 3,6 bilhões ou 703,5% maior do que o prejuízo de R$ 449 milhões reportados nos nove meses de 2019.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime