Em ano marcado por pandemia, governo registra rombo recorde

O governo central, composto por Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social, registrou um déficit primário de R$ 44,113 bilhões em dezembro, fechando 2020 com déficit de R$ 743,087 bilhões, o pior resultado desde o início da série histórica do Tesouro e equivalente a 10% do PIB.

O déficit observado em dezembro é influenciado pelo aumento das despesas do Poder Executivo decorrentes de medidas de combate à crise da covid19.

Em decorrência do estado de calamidade pública, o governo não precisou cumprir em 2020 a meta de déficit primário, de R$ 124,1 bilhões, ficando liberado para gastar com medidas para o enfrentamento da pandemia e de seus efeitos econômicos.

Em 2019, o rombo nas contas públicas havia sido de R$ 95,065 bilhões.

Para o mês de dezembro, o dado veio pior que a projeção de um déficit de 35,6 bilhões de reais, segundo pesquisa Reuters com analistas.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime