Desastres naturais deixam 334 cidades em emergência

No dia 24 de novembro, 334 cidades brasileiras tinham a situação de emergência por desastres naturais reconhecida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), sendo quase metade na Região Sudeste.

Das 152 cidades da Região Sudeste em situação de emergência, 147 eram de Minas Gerais e quase todas (146) enfrentam quadro de seca. Somente a cidade de Sem-Peixe, na Zona da Mata registrou fortes chuvas no dia 11 de novembro.

No estado de São Paulo, 4 cidades entraram em situação de emergência por causa de vendavais: Paraguaçu Paulista, Regente Feijó e Quatá. Já em São José da Bela Vista, a causa é a estiagem, uma ausência de chuvas menos prolongada do que a seca. No Espírito Santo, a cidade de Santa Teresa registrou queda de granizo.

O reconhecimento da situação de emergência, por parte do governo federal, permite aos gestores locais podem solicitar auxílio federal para atendimento à população atingida, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de infraestruturas públicas danificadas.

Também obtiveram o reconhecimento da situação de emergência 170 cidades da Região Nordeste, 11 da Região Sul e a cidade de Amaturá, no Amazonas.

A Organização Meteorológica Mundial calculou os desastres naturais causaram mais de 3 trilhões de dólares em prejuízos, entre 1970 e 2019.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime