Covid derruba setor aéreo e Embraer tem prejuízo de R$ 2,95 bilhões no semestre

A Embraer divulgou na manhã desta quarta-feira (5) os resultados financeiros do segundo trimestre de 2020. No período, a companhia apresentou prejuízo líquido de R$ 1, 68 bilhão comparado ao lucro líquido de R$ 26 milhões registrado no mesmo período de 2019.

Na soma dos seis primeiros meses do ano, o prejuízo líquido acumulado foi de R$ 2,95 bilhões, enquanto no primeiro semestre de 2019 a companhia apresentou prejuízo líquido de R$ 134 milhões.

No segundo trimestre de 2020, informou a Embraer, a receita líquida caiu 47% em relação ao mesmo período do ano passado e ficou em R$ 2,86 bilhões.

No período foram entregues somente quatro aeronaves comerciais e 13 executivas.

No acumulado de todo ano de 2020, a Embraer entregou nove jatos comerciais e 22 executivos, comparado aos 37 jatos comerciais e 36 executivos entregues durante os seis primeiros meses de 2019.

“As entregas de aeronaves foram negativamente impactadas pela pandemia da Covid-19 que tem afetado o mundo e pela pausa no início do ano para concluir a separação dos negócios de Aviação Comercial para a parceria não concretizada com a Boeing”, informou a Embraer, em comunicado.

Nos seis primeiros meses do ano, a receita líquida consolidada foi de R$ 5,70 bilhões, bem abaixo dos R$ 8,5 bilhões reportados no mesmo período de 2019.

Na comparação entre os semestres, todos os segmentos de negócio tiveram queda de receita, sendo que a maior queda ocorreu na Aviação Comercial que contribui com quase 75% da queda na receita líquida da Embraer.

Devido à incerteza relacionada à pandemia da Covid-19, a Embraer suspendeu as estimativas financeiras e de entregas para 2020.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime