Covas lidera com 34%, Boulos tem 13%, Russomanno e França, 12%

O candidato Bruno Covas (PSDB) aparece na liderança da corrida eleitoral de São Paulo, com 34% das intenções de votos dos paulistanos. Em seguida, surgem Guilherme Boulos (PSOL), com 13%, Celso Russomanno (Republicanos) e Márcio França (PSB), ambos com 12%.

O cenário foi apontado pela pesquisa do RealTime Big Data, encomendada pela Record TV, divulgada nesta terça-feira (10).

Considerando a margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos, Boulos, Russomanno e França estão empatados na segunda posição.

De acordo com o levantamento, a votação estimulada (que é quando apresenta os nomes dos candidatos ao entrevistado) tem na sequência Jilmar Tatto (PT), com 7%; já Arthur do Val Mamãe Falei (Patriota) e Andrea Matarazzo (PSD) tem 2% cada; Joice Hasselmann (PSL) e Orlando Silva (PCdoB) aparecem com 1%; Marina Helou (Rede), Levy Fidelix (PRTB), Antônio Carlos (PCO) e Vera (PSTU) não pontuaram.

O grupo que afirma votar em branco ou nulo é de 9%, e outros 7% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

Votação espontânea
Na pesquisa espontânea (quando os nomes dos candidatos não são apresentados ao entrevistado), Covas aparece com 21% das intenções de votos, seguido por Boulos (11%), Russomanno (8%), França (7%), Jilmar Tatto (4%). Arthur do Val e Andrea Matarazzo foram mencionados por 1% cada.

Os outros candidatos, somados, foram lembrados por 2% dos entrevistados, enquanto 13% disseram que vão votar em branco ou nulo, e 32% não souberam ou não responderam.

Segundo turno
O RealTime Big Data ainda questionou sobre três possíveis cenários para segundo turno. Na primeira simulação, Covas tem 50% das intenções de voto em uma suposta disputa com Russomanno, que tem 21%. Nesse cenário, 19% disseram que votam branco/nulo e outros 10% não sabem/não responderam.

No segundo cenário, em uma possível disputa entre Covas e Boulos, o candidato do PSDB aparece com 51%, contra 22% do candidato do PSOL. Branco e nulo somam 19% e outros 8% não sabem ou não responderam.

Por fim, o terceiro cenário possível cenário de segundo turno é entre Covas e França. Nessa hipótese, 46% dos entrevistados disseram que votam no candidato tucano, enquanto 31% declararam voto no ex-governador. Branco e nulo são 14% e os que não sabem ou não responderam representam 9% dos entrevistados.

A pesquisa ouviu 1.000 pessoas, entre os dias 5 e 8 de novembro. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerada a margem de erro. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo SP‐08901/2020.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime