Cidade de SP antecipa intervalo da AstraZeneca para oito semanas

A cidade de São Paulo passou a adotar a partir desta quarta-feira (27) o intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda dose da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca. A medida valerá para toda a população acima de 18 anos, que com 56 dias da primeira dose já está apta para receber a imunização.

A gestão municipal calcula que 200 mil pessoas serão beneficiadas com o novo intervalo. Ainda de acordo com a prefeitura, 200 mil doses do imunizante chegaram à capital nesta segunda-feira (25), o que possibilitará o novo esquema de vacinação.

O novo intervalo segue diretriz do governo estadual, divulgada nesta terça-feira (26). No dia 18 deste mês, a gestão Doria já havia antecipado o intervalo entre as doses da Pfizer de oito para três semanas, o que a prefeitura também segue.

Nesta quinta-feira (28), a cidade continua a campanha de vacinação e aplicará a terceira dose da vacina em idosos com mais de 60 anos e profissionais da saúde maiores de idade.

Os imunossuprimidos e funcionários públicos que trabalham na GCM (Guarda Civil Metropolitana), além dos que são sepultadores ou fiscais das subprefeituras, também podem procurar as unidades de saúde para receber o reforço.

Para os idosos, trabalhadores da saúde e funcionários públicos receberem a dose adicional, é necessário que tenham completado o esquema vacinal (com a segunda dose ou a dose única) há pelo menos seis meses. Já para os imunossuprimidos o intervalo é de 28 dias entre a segunda e a terceira dose.

Os adolescentes de 12 a 17 anos podem ser vacinados também, com doses da Pfizer.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime