Cidade de Nova York decreta toque de recolher por conta de protestos

A cidade de Nova York decretou toque de recolher por conta dos protestos contra racismo no país. A decisão foi anunciada pelo governador do estado, Andrew Cuomo na noite de segunda-feira (1).

A cidade que nunca dorme terá que parar agora todos os dias entre as 23h e as 5h da manhã.

“Eu estou com os manifestantes e sua mensagem, mas, infelizmentes, existem pessoas que estão tentando distrair e discreditar [os protestos] neste momento”, disse Cuomo.

Além do toque, o governador e o prefeito da cidade, Bill de Blasio, também anunciaram que vão aumentar o número de policiais nas ruas para prevenir violência nos protestos e destruição de propriedades, especialmente em Manhattan e no Brooklyn, onde conflitos e vandalismo foram registrados durante o protesto da segunda-feira (1).

Segundo a CNN, esse toque de recolher é mais rígido na cidade desde os protestos no Harlem, em 1943, também motivados por tensão racial. Na época, um policial branco atirou em um soldado negro em Manhattan.

Toque de recolher em Los Angeles
A medida também foi tomada na costa Oeste do país, na cidade de Los Angeles, na Califórnia, que ficará sob toque de recolher durante 12 horas, das 18h às 6h. Segundo autoridades, a medida extrema e longa é para proteger os cidadãos e a cidade do “perigo iminente durante as horas de escuridão”.

O toque de recolher na cidade também é o mais rígido desde os protestos de 1992, quando cidadãos tomara as ruas para protestar contra a brutalidade policial no caso de Rodney King.

Durante os protestos de 1992, 50 pessoas foram mortas e mais de 2 mil ficaram feridas, segundo a CNN.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime