Casos de coronavírus passam de 20.000: bolsas ocidentais seguirão subindo?

A confiança das bolsas mundo afora será testada nesta terça-feira. Após os índices dos Estados Unidos e Europa e o brasileiro Ibovespa subirem na segunda-feira, mesmo com a alta diária de casos de coronavírus, os mercados ocidentais acordam nesta manhã com notícias pouco animadoras.

A China reportou pela madrugada que chegou a 20.438 o número de casos da doença causada pelo novo coronavírus. Na segunda-feira, o boletim oficial dava conta de cerca de 17.000 casos. A maioria está na China, mas há também casos confirmados em mais de 20 países. Até agora, foram 425 mortes.

Hong Kong, que é um território chinês autônomo, confirmou a primeira morte causada pela doença. A vítima foi um homem de 39 anos que esteve recentemente em Wuhan, cidade onde a epidemia começou no fim do ano.

É a segunda morte fora da China, com a primeira tendo sido confirmada no fim de semana, nas Filipinas. Hong Kong tem outros 15 casos confirmados da doença, e a líder da província, Carrie Lam, vem sofrendo pressão local para fechar a fronteira com a China.

Já a província de Macau anunciou que fechará por duas semanas seus famosos cassinos — similares aos de Las Vegas nos EUA e importantes fontes de renda para a economia chinesa. Enquanto isso, a Índia baniu cidadãos chineses de entrarem no país.
Apesar das atualizações, as bolsas chinesas apresentaram alta nesta madrugada, após quedas bruscas na segunda-feira. O índice de Hong Kong subiu 1%. O índice de Xangai subiu 1,2%, enquanto o CSI300, que tem as maiores empresas da China, teve alta de 2,5%. O asiático MSCI, que tem as bolsas asiáticas (menos o Japão), subiu 1,5%, puxado por altas na Austrália e na Coreia do Sul.

Na segunda-feira, quando as bolsas chinesas voltaram a operar ontem após dias paralisadas devido ao ano novo chinês, o CSI300 havia caído 8%. Os resultados de hoje começaram a recuperar 400 bilhões de dólares que os índices chineses perderam em valor de mercado só com as baixas de ontem.

A alta das bolsas chinesas refletem a confiança nos esforços oficiais para reduzir os danos do coronavírus, e vêm após o dia relativamente positivo que as bolsas do Ocidente tiveram na segunda-feira.

Enquanto isso, no Brasil, o último boletim oficial do governo divulgado na segunda-feira dava conta de 14 casos suspeitos da gripe causada pelo coronavírus em território brasileiro, mas nenhum confirmado. O governo se prepara para enviar ao Congresso uma Medida Provisária para trazer de volta cerca de 40 brasileiros em Wuhan, que fariam a quarentena contra o vírus no Brasil.

Segundo o presidente Jair Bolsonaro, a expectativa é que a votação seja realizada “em tempo recorde”. Para facilitar o processo, o governo brasileiro também classificou o coronavírus como emergência sanitária no país na segunda-feira.

O Ibovespa subiu 0,76% na segunda-feira e o americano S&P 500, 0,73%. A ver se as bolsas ocidentais acompanharão as altas asiáticas nesta terça-feira.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime