Bolsonaro ataca Barroso e diz que sem voto impresso terá problema

O presidente Jair Bolsonaro voltou sua mira ao presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, atacou o ministro acusando-o de ter interesses pessoais para se posicionar contra o voto impresso e voltou a dizer que pode não aceitar os resultados das próximas eleições.

O presidente reclamou da interlocução entre ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) com lideranças partidárias sobre a discussão do voto impresso. Para ele, tais negociações configuram “interferência absurda”.

“Quando você vê o ministro Barroso ir ao Parlamento brasileiro negociar com lideranças partidárias para que o voto impresso – ou auditável – não fosse votado na comissão… o que ele quer com isso, no meu entender? E vai ser comprovado nos próximos dias, vai ser comprovado da minha parte: fraude nas eleições”, disse o presidente em entrevista à Rádio Guaíba.

“Por que o Barroso não quer mais transparência nas eleições? Porque tem interesse pessoal nisso. Ele está se envolvendo numa causa como essa e interferindo no Legislativo, isso é concreto”, acusou Bolsonaro.

O presidente voltou a dizer que pode haver problemas nas eleições de 2022 caso não haja o voto impresso e também o que chamou de “contagem pública”.

Segundo ele, caso seja mantida a eleição por meio da urna eletrônica como é realizada atualmente, “eles vão ter problema porque algum lado pode não aceitar o resultado; esse algum lado, obviamente que é o nosso lado, pode não aceitar esse resultado”.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime