Após baixa adesão, Estado tenta mobilizar cidades para intensificar rastreamento do vírus no Vale

Na lanterna do programa de rastreamento do coronavírus, a RMVale é alvo de uma tentativa do governo estadual de mobilizar cidades para agilizar o processo de monitoramento de possíveis casos da doença respiratória. Em visita à região nesta quinta-feira (13), o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, que espera uma adesão maior já nos próximos dias.

O panorama foi inicialmente apresentado em coletiva do governo estadual na quarta-feira (12), quando a região foi classificada na última posição entre as regiões administrativas que já aderiram ao programa, com somente Santo Antônio do Pinhal entre os integrados. Bauru, que assim como o Vale conta com 39 cidades, teve a adesão de ao menos 22. Até o momento, 120 cidades paulistas de todo o estado aderiram.

O objetivo da proposta é promover um isolamento rápido dos infectados e dos que tiveram contato com os pacientes, para evitar a disseminação do vírus. O funcionamento se dá por meio de uma plataforma que unifica e automatiza dados dos casos suspeitos e confirmados. Segundo o Estado, o resultado é um mapeamento em rede tecnológico e de relações sociais, além de atividades de vigilância.

“Iniciamos na semana passada, algumas [regiões] estavam mais engajadas, outras um pouco menos, mas é algo que nós estamos trabalhando e acreditamos na adesão da maioria”, afirmou Vinholi. “Hoje nós tivemos em contato com vários prefeitos do Vale do Paraíba que vão ingressar no programa de rastreamento e nós a cada dia vamos construindo essa adesão entre os municípios, que vai ser fundamental para que a gente possa melhorar ainda mais esses índices de evolução da pandemia”, continuou.

O monitoramento é baseado em sistemas de triagem, testagem e rastreamento. O sistema padroniza acesso a dados e consolida resultados com abastecimento de diferentes bases de dados do Ministério da Saúde e das redes municipais. As orientações a pacientes e pessoas próximas poderão ser enviadas por meio de mensagem de texto para celulares.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime