Após 20 dias de buscas, Lázaro Barbosa é morto pela polícia em Goiás

Após 20 dias de buscas, Lázaro Barbosa foi morto pela polícia de Goiás nesta segunda-feira (28). No momento da prisão houve troca de tiros, Lázaro foi baleado e morto em confronto com a força-tarefa.

O diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem, confirmou a morte e parabenizou a atuação dos policiais. “Planejamento, cooperação e inteligência encerraram a reincidência de crimes hediondos e mais tragédias a outras possíveis famílias. Nossos sinceros sentimentos pelas vítimas”, disse.

A informação inicial da prisão foi dada pelo governador do estado, Ronaldo Caiado. A captura aconteceu na região de Águas Lindas de Goiás, onde mora parte da família de Lázaro.

“Era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do país, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido”, disse Caiado em publicação nas redes sociais.

Durante as buscas por Lázaro, equipes de inteligência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também foram incorporadas à força-tarefa, que contou com cerca de 270 policiais envolvidos na operação de captura do fugitivo.

Agentes das polícias militares e civis de Goiás e do Distrito Federal, além da PRF, bombeiros e cães farejadores também participam da força-tarefa para encontrar Lázaro Barbosa, de 32 anos.

Lázaro teria matado quatro pessoas da mesma família e, em seguida, entrou em fuga pela mata na região do município de Cocalzinho de Goiás.

Outros crimes
Lázaro já respondeu a um processo por homicídio quando tinha 20 anos em Barra do Mendes, no interior da Bahia, onde nasceu.

Em 2011, já em Ceilândia, ele foi condenado por estupro e roubo à mão armada. Ele chegou a ser preso em 2018, em Águas Lindas de Goiás, mas fugiu do encarceramento poucos meses depois.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime