Alta de 39% nos casos de covid eleva restrição em duas regiões de Minas

O Governo de Minas confirmou, na tarde desta quarta-feira (9), que duas macrorregiões do Estado regrediram para a “onda vermelha” do Minas Consciente, plano para a retomada da economia durante a pandemia do novo coronavírus.

A decisão tomada pelo Comitê Extraordinário Covid-19 foi motivada pela alta de 39% na incidência do novo coronavírus nessas regiões nas últimas semanas. O índice está relacionado com o número de casos confirmados.

Vale do Aço e Sudeste se juntam às regiões Leste, Leste do Sul, Nordeste e Jequitinhonha, as seis macrorregiões na fase mais restritiva do plano, que permite apenas a abertura dos serviços considerados essenciais.

Além disso, a macrorregião Noroeste regrediu para a “onda amarela”, onde já estavam Centro, Centro-Sul, Oeste e Sul. Nesta fase, mais permissiva, quase todos os setores comerciais podem funcionar, com exceção do entretenimento.

Apenas as regiões Norte, Triângulo do Norte e Triângulo do Sul estão na “onda verde” do Minas Consciente, sendo que a macrorregião Norte foi “elevada de categoria” também nesta quarta. Nesta fase, são permitidas atividades artísticas, sessões de cinema, feiras e exposições e a realização de shows em bares e restaurantes.

Zema alerta

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), lamentou a regressão de algumas regiões no Minas Consciente e alertou para uma “piora na situação” da pandemia no Estado.

— Isso demonstra claramente, como já vem ocorrendo há cerca de três semanas, que a pandemia no Estado está piorando.

Zema pediu para que a população mantenha os cuidados de distanciamento e higienização, afirmou que o Governo de Minas tem se esforçado para salvar vidas e ressaltou que a campanha de vacinação contra a covid-19 está sendo planejada.

— Já tivemos números melhores. Temos feito todo esforço, mas a população precisa contribuir como já contribuiu até o momento. Todos os cuidados, preparativos e planejamento com relação à vacinação já estão sendo providenciados.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime