Sargento de 46 anos é a primeira vítima de coronavírus na polícia de SP

A Polícia Militar de São Paulo registrou nesta segunda-feira (31) a primeira morte de um policial da ativa provocada pelo novo coronavírus.

A sargento Magali Garcia, 46 anos, estava internada desde o último dia 27, de acordo com a Comunicação Social da Polícia Militar.

A reportagem apurou que 0,5% (cerca de 400) de toda a tropa do estado, com cerca de 80 mil homens, está afastada das ruas por suspeita de contaminação por coronavírus.

A corporação lamentou a morte da policial e afirmou que está seguindo “rigorosamente” as orientações do Comitê de Contingência do novo coronavírus.

“Ressaltamos que todo policial com suspeita ou diagnóstico da doença é imediatamente afastado das funções e acompanhado por profissionais de saúde”, diz trecho de nota.

A polícia não informou em qual batalhão a sargento Magali trabalhava, nem há quanto tempo ela estava na corporação.

Ao menos 136 pessoas já morreram no estado de São Paulo em consequência da doença, segundo o governo paulista, gestão João Doria (PSDB).

 

Deixe comentário

× Fale com a Showtime