Covid-19: RJ tem 422 profissionais da saúde da rede estadual afastados

A SES-RJ (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou nesta quarta-feira (8) que 422 profissionais da saúde que atuam a serviço do Governo do Estado do Rio de Janeiro estão afastados por causa do novo coronavírus. De acordo com a pasta, números envolvem casos suspeitos e confirmados.

O hospital que lidera a lista é o Carlos Chagas, em Marechal Hermes, zona norte da capital, com 106 afastamentos. Outras unidades de saúde com baixas na equipe são o Getúlio Vargas (65), na Penha, também na zona norte, Azevedo Lima (44), em Niterói, região metropolitana do Rio, Adão Pereira Nunes (23), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense e Roberto Chabo (15), em Araruama, na região dos lagos.

Ainda em nota, a SES-RJ também informou que 134 profissionais da saúde de 30 unidades de UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) controladas pelo Governo do Estado e outros 35 funcionários da sede da secretária também foram afastados com sintomas da covid-19.

Durante o início da disseminação do novo coronavírus pelo o Estado, O Governo do RJ deu prioridade nos testes aos profissionais da saúde, idosos e pessoas com comorbidades que apresentavam sintomas da doença.

A Prefeitura do Rio de Janeiro também adotou a medida na última terça-feira (7) e iniciou os testes rápidos em profissionais da saúde. Nestes primeiros dias, os funcionários da rede municipal devem procurar o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla para realizar o teste.

Deixe comentário

× Fale com a Showtime